quinta-feira, 26 de abril de 2007

Querido avô, talvez...



Apesar de não ter aqui assinalado o dia de ontem, este é para mim um dos feriados mais importantes na história do nosso país. Apesar de não ter conhecido o regime da ditadura, dou graças à mulher que sou hoje, que conhece a liberdade de expressão e de opinião, que se veste de forma livre, que vota, que tira um curso que antes do 25 de Abril não era permitido, apenas porque procura encontrar os problemas da sociedade, para os tentar resolver...

Querido avô, estejas tu onde estiveres, quero que saibas que te admiro muito! Foste constantemente perseguido porque não te conseguias conformar com as injustiças que aconteciam à frente dos teus olhos (e dos olhos de todos), e exprimias-te e opiniavas num regime onde tal era expressamente proibido...
Se aqui estivesses ao nosso lado, imagino a felicidade com que festejarias esta data. Esta data que é nossa, que nos ofereceu a todos a liberdade de Ser...
Aquele pin que coloquei na lapela do meu traje académico em alusão ao 25 de Abril, ofereço-to a ti, porque sei que uma daquelas mãos que forma o cravo vermelho é tua!
Quando eu nasci, pediste a Deus que te deixasse ver-me e acompanhar-me pelo menos até aos 18 anos.
Foste embora muito antes, querido avô. Tinha eu 2... Mas nunca ficaste apagado para esta tua única neta mulher. Não, porque a minha memória mais distante remonta a ti! Lembro-me do teu chapéu preto, do teu pijama quadrejado, de ti já debilitado pela doença... Lembro-me do dia dos meus 2 anos... do meu vestido verde e branco e do balão que levava na mão, de estar ao colo do meu pai, teu querido filho, num "edifício cheio de janelas", onde tinhas dado entrada...
Foi nesse edifício cheio de janelas que te apagaste para o mundo. Eu, na inocência dos meus 2 anos, não sabia que esse "edificio das janelas" era um hospital, que iam para lá as pessoas doentes...

Guardei-te aqui bem guardadinho no lado esquerdo do meu peito! Já passei 2 anos da meta em que me querias ter visto... Espero que te orgulhes de mim avô! Eu orgulho-me muito de ti, de ter o teu sangue!


(Uma semana separa este post do anterior... uma semana! O cerco aperta-se, há cada vez mais coisas para fazer, com cada vez mais exigência. O tempo é o mesmo para cada vez mais tarefas, mais apresentações orais, mais leituras, mais trabalhos... A minha ausência deve-se a isso.


Há qualquer força que me tem impedido de vos vir escrever o post da despedida...
porque vocês ganharam na minha vida uma dimensão que não poderia ter nunca imaginado...
porque com vocês tenho rido às gargalhadas e tenho chorado...
porque encontrei pessoas fabulosas, e a quem admiro muito...
porque sinto que criei uma forte ligação convosco...

Talvez seja injusto continuar com este meu cantinho sem vos poder acompanhar tal como gostava e sem vos poder escrever tal como gostava... talvez... um talvez que, com muita pena minha, fica em aberto...)

Beijos grandes grandes***

7 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Oh, vais-te embora agora te que conheci?...

karika do teu garrafao disse...

ha um cravo vermelho dentro de nos minha linda =)
e o teu avo orgulha-se de ti por seres a mulher fantastica k és, a mulher ke eu conheço e ke amo de amizade*

Alexandre disse...

Linda,

fiquei muito comovido com a homenagem que prestas ao teu avô... ele está nalgum lado muitoooooo orgulhoso de ti, de certeza!!!

Mas, assustaste-me!!! Não vais deixar o blog, pois não? Nem que escrevas só uma vez por mês... acho que não deves prescindir do teu cantinho, não tens muito tempo agora, mas logo terás!!!

É que nos próximos tempos, as pessoas vão dividir-se nas que têm blog e nas que não têm. Naquele jantar de «notáveis» que eu fui foi a primeira pergunta que me fizeram, se tinha blog.

E depois é um local fantástico para dizermos que gostamos de quem gostamos: tu já falaste agora do teu avô, contaste aquela história da tua viagem ao Alentejo, falaste na tua avó, nas tuas tias, nos gatos delas... das coisas mais bonitas que eu fiz foram a homenagem ao meu avô (já falecido tb) em novembro passado, a homenagem à minha mãe (Janeiro) e ao meu pai (Fevereiro) e este fim-de-semana era para te dizer que vou pôr um post dedicado a um cão preto aqui da praceta que muito me comoveu escrever (ainda não publiquei porque tem havido outros temas), mas é agora no fim-de-semana, e gostava que tu lesses.

Bom, mas à cautela envia-me o teu mail, pode ser? Gostaria de saber que vais ser uma pessoa muito bem sucedida...

Beijinhos. Podes enviar para aqui:

alex.gandum@gmail.com

nosso disse...

Minha querida amiga, es tão bela em tudo o k dizes em tudo o k escreves, cada vez te admiro mais, eu adoro-te como amiga temos passado bons momentos embora pela distancia de um Pc, porque estamos a muitos kilometros uma da outra, mas pelo Pc, temos trocado tantas experiencias temos-nos apoiado tanto, o teu Avo onde esta esta Feliz proque a única neta mulher é uma mulher Bela que ele admira muito, a tua homenagem a ele, está simplesmente maravilhosa, e ele ficou feliz por a ler, sim poruqe onde ele esta tb tem Pcs, e está Feliz por ti, quanto ao nos deixares, amiga mesmo tendo o privilégio de falarmos todos ou quase todos os dias uma com a outra, o que eu fico feliz por nos encontrarmos, tenho muita pena de nao te poder ler mais, eu sei o que tens passado agora o trabalho e o tempo tem sido muito pouco mas por favor nao nos digas um adeus ou um ate um dia, volta, nem k seja uma vez por mês mas escreve poruqe eu admiro tudo o que escreves, sabes expressar tao bem tudo o que sentes, és uma menina mulher tao carinhosa nas palavras, não nos deixes, Amiga, Um grande Beijo e Bom Fim de Semana.


PS: O teu comente deixa me toda feliz, obrigada por estares no meu caminho e me teres ajudado a partilhar o k nos sabemos lol, jinhus**************

Selma disse...

Querida amiga,
Fiquei comovida com o teu post.
Tu és linda em todos os aspectos!!!
Mesmo que te afastes, iras ter sempre um lugar no meu coração, e vou espreitar sempre o teu blog para saber novidades tuas.
Espero que tudo te corra bem linda, se precisares sabes onde me encontrar!
Grande Beijo desta tua amiga =)**

Gioconda disse...

Sobre o teu avô nem vou comentar porque é um desabafo muito teu que eu gostei de ler e me fez transitar para outros pensamentos muito meus....

Agora em relação ao teu blog.... ESTAS PROIBIDA de encerrar este cantinho... que interessa se vens muito se vens pouco? Vens quando queres, quando podes... mas não nos prives de te poder visitar de todas as vezes que te apetecer partilhar connosco uma alegria ou uma tristeza, uma preocupação, uma gargalhada....

carlota disse...

Olá minha querida amiga, que eu á pouco tempo conheço, mas que tanto eu gosto e admiro, tu és uma menina linda por dentro e por fora, e tens as carateristicas que eu mais admiro ne ser humano, tu és pura, verdadeira, e escreves com a alma ...

eu adoro o teu cantinho, porque atraves das tuas palavras e da forma que tu escreves, eu consigo visualizar a menina que esta ai, e gosto muitooooooo de ti

podes pensar que estou a ser exagerada, mas não, pois desde o primeiro di que visitei o teu lindo e sensivel cantinho, que voltei sempre, pois eu sinto me bem aqui ... por favor, não encerres o teu blog, pois eu "amo" ler os teus posts, e como eu devem existir mais pessoas, e tu sabes disso amiga, porque tu tens o dom da palavra, e sabes nos cativar com a tua doçura e sinceridade ...

Eu também tive para desaparecer deste mundinho virtual, mas no fundo não podemos fugir assim, porque muitas de nós já criamos laços de amizade fortes ...

por isso pensa bem e não desapareças ... eu para a semana vou ter tempo para entrar no mns e queo ter o prazer de falar contigo, porque tu és uma menina super querida


Quanto ao teu post de hoje, apenas te quero dizer uma coisa minha querida amiga, o teu avô lá em cima, deve estar a sorrir de alegria e de orgulho com a netinha linda que tem, uma menina linda e cheia de valores

mil jinhos gigantes e quero que saibas que eu gosto muito de ti

e olha que estou a contar os dias, para ver no teu cantinho lindo, a tua foto como finalista com a cartola mais a bengala ;)